pt-br
  • pt-br
  • en

O Dia da Juventude e a luta pela liberdade na África do Sul

O Dia da Juventude e a luta pela liberdade na África do Sul

Todo 16 de junho a África do Sul celebra o Youth Day, ou Dia da Juventude. Em 1976, foi nesta data que ocorreu o Levante de Soweto, no qual 20 mil estudantes foram às ruas protestar contra o regime de segregação racial do Apartheid e a utilização da língua Afrikaans nas escolas – idioma que não era falado pelos estudantes negros. Apesar da manifestação pacífica, muitos jovens foram assassinados pela polícia.

O propósito da data é olhar para esse momento histórico e reconhecer a importância da juventude na luta pelo fim do Apartheid, pela justiça e pela liberdade. Hoje, queremos sugerir algumas formas de conhecer – online – a história do Levante de Soweto e da luta sul-africana contra o Apartheid.

  • Conheça a história pro trás da foto: o video da série 100 photos, da Time, conta a história do Levante e da foto feita por Sam Nzima, na qual é possível ver Hector Pieterson, garoto de 13 anos, sendo carregado morto após levar um tiro da polícia. A imagem rodou o mundo e chamou atenção para o que acontecia na África do Sul. Hoje, o memorial e o museu Hector Pieterson podem ser visitados em Soweto, próximo a Joanesburgo.

Memorial Hector Pieterson, Soweto

  • Para visitar o país sem sair de casa: conheça um pouco da história sul-africana e dos pontos turísticos do país através da websérie feita pela Bráfrika Viagens, que esteve no país em setembro de 2019.

Beatriz Souza, da Bráfrika Viagens, no Museu do Apartheid

  • Crie uma playlist inspirada na luta: músicos de todo o mundo participaram da luta contra o Apartheid através da criação de músicas que criticavam o regime, e da participação em um boicote cultural ao país. Algumas inspirações para começar essa playlist: Jikijela, de Thandiswa Mazwai, Something Inside So Strong, de Lira, Asimbonanga, de Johnnie Clegg, e Bring Him Back Home, de Hugh Masekela.

Hugh Masekela

  • Leia livros escritos por sul-africanos que tocam em questões de raça, classe e colonialism na África do Sul moderna: Os livros de Kopano Matlwa, CoconutSpilt MilkPeriod Pain falam sobre a África do Sul pós Apartheid e podem ser lidos apenas em inglês. Já o livro Born A Crime, do aclamado apresentador e comediante Trevor Noah, foi traduzido pela TAG Livros com o título Nascido do Crime.

Nascido do Crime, de Trevor Noah

Robben Island, na Cidade do Cabo

Comentários

Receba o nosso conteúdo e viaje por todos os mundos possíveis:
os de dentro e os de fora


    Contato