pt-br
  • pt-br
  • en

Pensar: a maior causa de sofrimento

Pensar: a maior causa de sofrimento

Em tempos de isolamento, a professora de meditação Tati Isler revela um caminho para curar angústias e preocupações olhando para o presente e descobrindo quem realmente somos

A gente vive nesse mundo contemporâneo acreditando que o pensamento é a razão da nossa existência. Somos educados com a certeza do “penso, logo existo”. E se eu disser que o motivo número 1 do nosso sofrimento é se identificar com os pensamentos? E viver no passado ou no futuro, não na realidade. E sonhando nos nossos pensamentos, em sua maioria negativos, de apreensão ou preocupação, ou ainda aqueles destrutivos sobre nós mesmo, as pessoas e o mundo. Na verdade, não vivemos de sonhos, mas sim de pesadelos.

Sabe quantos pensamentos por dia temos em média? A ciência diz que temos entre 60 a 90 mil. Com a velocidade dos nossos dias, a tendência é que eles aumentem. Não existe um ser humano que possa ser feliz vivendo em seus pensamentos. Por quê? Eles causam dualidade. Separação. Você nunca está onde o seu corpo está. Você nunca vive a experiência deliciosa de estar 100% no aqui, ou no agora.

E o que fazer? Parar de pensar ou se culpar que está pensando? Não, a mente pensa, é um programa que pensa o tempo todo. Eu não conheço nenhuma outra maneira de começar a desenvolver a capacidade de estar presente, de estar em conexão com o que é mais divino nessa nossa experiência na Terra do que a prática diária de uma meditação. E que seja uma meditação simples, gentil e amorosa. Que você possa praticar exatamente como você é e onde você vive. Que não exija que você se sente de uma determinada maneira ou esteja em uma montanha do Himalaia.

Quando você medita, você acessa um espaço que nunca muda. Uma energia que é pura paz, amor e felicidade, a despeito do que esteja acontecendo no mundo exterior. Afinal, não podemos controlar o que acontece na vida. E você acessa uma inteligência que é muito superior à inteligência da mente.

Desde que que comecei a meditar diariamente, a minha vida mudou completamente. Tudo se transformou. Meu propósito, minha relação com o trabalho, comigo mesma, com o mundo e com as pessoas. Hoje, viver é uma experiência fascinante e deliciosa. Eu não posso mais imaginar a vida sem meditação. Ela não faz sentido.

E essa descoberta não vem da mente. Essa descoberta vem quando você acessa esse espaço infinito e maravilhoso que é o que realmente somos. O meu maior desejo hoje é levar essa possibilidade para todas as pessoas do mundo. Porque não existe nada que possa te impedir de se conectar com quem você realmente é. A única coisa que se precisa fazer é praticar, todos os dias. E aí você vai começar a entender por que está aqui. Essa viagem interior, essa viagem pra dentro, essa viagem em quem você realmente é, te leva a viver a 100% também no mundo exterior. Faz com que você esteja plena, aberta a experimentar a vida que se apresenta e não a vida que sua mente gostaria de viver.

Fonte: Revista TRIP

Comentários

Receba o nosso conteúdo e viaje por todos os mundos possíveis:
os de dentro e os de fora


    Contato