pt-br
  • pt-br
  • en

Case

Centenário de Nelson Mandela

Objetivo: Tornar Nelson Mandela e seu legado mais conhecidos no Brasil e América do Sul – usufruindo assim de sua história e empatia para incentivar brasileiros e sul-americanos a viajar para África do Sul, se familiarizar com o país e se inspirar na história de Mandela.

Contexto: Mandela faria 100 anos em 2018 e seu centenário foi celebrado no mundo todo. Mandela deixou uma incrível herança para a humanidade, tendo cultivado alegria, amor e esperança, mesmo frente a tantas dificuldades – e nunca desistindo de suas causas. Na América do Sul de 2018, em momento politico-econômico delicado, as mensagens de Madiba chegaram em época extremamente oportuna. Dessa forma, pensamos em aproveitar o centenário e fazer um amplo convite para que as pessoas se inspirassem em Mandela, conhecessem a historia da África do Sul e considerassem visitar o país. O conteúdo foi muito bem recebido – tanto pela mídia, que repercutiu amplamente as ações realizadas, quanto pelos potenciais turistas – que também propagaram consideravelmente as iniciativas de celebração do centenário de Mandela.


Estratégia adotada: Ativar ações de divulgação do centenário fazendo uso da herança intelectual de Nelson Mandela. Atuar em três territórios importantes na vida de Mandela e muito relevantes para os brasileiros: Intervenção Urbana, Cultura e Educação, garantindo assim alto impacto social, alinhamento com  o trabalho da Nelson Mandela Foundation, e uma abordagem hiper emocional sobre a experiência única de conhecer a África do Sul.

Tática:  Realizar parcerias com lugares, organizações e pessoas relevantes no Brasil, garantindo a máxima reverberação e público para as iniciativas pensadas.

Ações:

1.    Exposição de Fotos “Mandela e sua terra natal” – De 25 de Setembro a 31 de Outubro, fotos de Nelson Mandela e da África do Sul ficaram expostas no Mirante 9 de Julho, espaço cultural público localizado próximo a Avenida Paulista que recebe diariamente um público eclético – de executivos a estudantes, turistas e famílias.

2.    Mostra Internacional de Cinema de São Paulo –
  O mais importante evento de cinema do país exibiu quatro títulos, sendo três deles inéditos no Brasil, referentes à vida de Mandela e/ou com a temática da África do Sul: O ESTADO CONTRA MANDELA E OS OUTROS, de Gilles Porte e Nicolas Champeaux (FRANÇA); RECONCILIAÇÃO: O MILAGRE DE MANDELA, de Michael Henry Wilson
(EUA); WINNIE (WINNIE), de Pascale Lamche (FRANÇA, HOLANDA, ÁFRICA DO SUL) e INVICTUS, de Clint Eastwood (EUA). Este último teve uma sessão gratuita no Vão do MASP, atraindo grande público.

3.    Neta de Mandela no Brasil para lançamento do livro “Cartas na Prisão de Nelson Mandela” – Em parceria com a South African Airways, TI-Destinos trouxe, pela primeira vez ao Brasil, a neta de Mandela Zamaswazi Dlamini Mandela, para promover o livro que reúne cartas escritas por seu avô no longo período em que ele estava encarcerado.

4.    Mural Uma das iniciativas de maior impacto da TI Destinos – No dia 27 de outubro, São Paulo ganhou um presente: um imenso mural em homenagem ao líder sul-africano Nelson Mandela. Medindo cerca de 15 por 25 metros, a obra foi criada e executada pelos artistas Criola e Diego Mouro no Minhocão, região central da cidade. O elevado é fechado para carros nas noites de segunda a sexta e em fins de semana e feriados, tornando-se um grande parque urbano. Mandela agora está lá, integrando a galeria de obras de grande escala e inspirando as pessoas a ser o agente da mudança de injustiças em prol de um mundo melhor.

5.    Ação educativa na Escola Municipal de Educação Infantil Nelson Mandela –  Uma vez com o mural de Mandela pronto e entregue para a cidade, fomos homenagear a escola que, além de levar o nome do líder extraordinário, vem ganhando seguidos prêmios por promover a educação de cultura de paz, gerando assim um impacto significante na educação de crianças brasileiras. Levamos Diego (um do mural), muita tinta colorida, muita alegria e inúmeras folhas de “Mandela para colorir”. Passamos um dia na escola e pintamos com as crianças um grande trecho do muro interno com cores e temas sul-africanos.

6.    “Madibas Brasileiras”  Convidamos mulheres negras que são expoentes em suas áreas de atuação para ir a África do Sul e refazer os passos de Mandela e assim se inspirar para: 1. compartilhar em suas redes sociais as suas impressões da viagem (gerando de imediato o desejo em suas grandes audiências de viajar para a África do Sul) e 2. retornar ao Brasil alimentadas pela trajetória de luta de Madiba, para continuar suas batalhas de melhoria social em sua terra natal (difundirem o legado de Mandela ad eternum).

7.    Seminário – No dia 26 de Novembro, um seminário sobre o legado de Mandela e Direitos Humanos foi oferecido para professores da rede municipal de educação da cidade de São Paulo e público em geral. O objetivo foi lembrar a importância de discutir essas questões com os alunos, combatendo o racismo e todas as formas de preconceito ainda na infância e adolescência.

8.    Christo Brand – TI-Destinos realizou entrevista aberta ao público com o ex-carcereiro e amigo de Mandela Christo Brand, escritor do livro Mandela, Meu Prisioneiro, meu Amigo. Evento foi sucesso de público e filmado pela revista Trip, para ser disponibilizado em seus canais on-line.

Resultado: Mandela foi lembrado, comentado, compartilhado e inserido de forma relevante no cotidiano das pessoas e suas mensagens foram propagadas voluntariamente – estendendo o alcance de seu legado. A África do Sul foi, conjuntamente, mencionada, vista (fotos oficiais, filmes profissionais, registros pessoais) em larga escala e com forte componente emocional. De acordo com nossos parceiros, as consultas e cotações sobre o país de Mandela subiram no período e iremos mensurar em breve o impacto positivo e concreto no aumento de sul americanos visitando a África do Sul.

ROI: Retorno de investimento de mais de USD 10 milhões em exposição em mídia off-line e online.

>

Contato





Receba o nosso conteúdo e viaje por todos os mundos possíveis:
os de dentro e os de fora